fbpx

Blog

Nosso Conteúdo

WhatsApp Image 2021-10-19 at 14.20.02 (1)

O trabalho de soldagem é uma das mais desenvolvidas por todo o mundo e requer diversos cuidados, pois, pode ocasionar graves lesões para quem o fizer sem a devida proteção. Além da tocha, também deve se levar em conta as radiações que não são visíveis aos nossos olhos, contudo também geram riscos.

A soldagem, antes de tudo é o processo de derreter o metal para unir as peças e os tipos existentes são: TIG, MIG, Soldagem Arco Manual, Soldagem a Arco com Arame Tubular, Soldagem com Eletrodo Revestido e também Utilizando Oxigás, e, cada um deles possui características próprias que os deixam mais ou menos apropriados para determinadas atividades.  

O primeiro ponto é identificar quais os riscos desta atividade, para saber qual o equipamento correto a utilizar para a devida proteção. Os riscos variam dependendo do método utilizado de solda e qual material está sendo soldado e se dividem em dois grupos: físicos e químicos. Por isso, é importante o uso correto de equipamentos de segurança para evitar acidentes.

Os riscos existentes para quem desempenha esse trabalho são: falta de ventilação, queimaduras, má postura, ruído e vibrações, choques elétricos, desconforto térmico, queda de objetos, má iluminação e possibilidade de trabalho em espaço confinado. Para cada um deles é necessário que sejam aplicadas medidas de controle de risco para assegurar a saúde e segurança física dos trabalhadores.

Como fato físico, destacamos os raios ultravioletas e infravermelhos emitidos pelo arco da soldagem em altas temperaturas. Já quando são fatores químicos, ressaltamos as composições sólidas/poeiras decorrentes do processo de soldagem que podem ser inalados pelo trabalhador. Podemos mencionar ainda, diversos tipos de metais, níquel, ferro, manganês, chumbo, etc. Já no estado gasoso, existe o óxido de manganês, de nitrogênio, fluoreto de hidrogênio, etc.

Quem decide quais equipamentos são necessários durante a atividade é o PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), responsável por avaliar e identificar os riscos do ambiente e que variam de acordo com o material utilizado, tipo de soldagem, entre outros. Para garantir a segurança, são utilizados os EPC´s (Equipamento de Proteção Coletiva) ou EPI´s (Equipamento de Proteção Individual). Além de obrigatórios, eles são indispensáveis durante a atividade de soldagem.

Os principais EPC´s utilizados são: cortina especial para solda, sistema de exaustão, extintor de incêndio, sinalização do ambiente, entre outros. Já os principais EPI´s são: avental de raspa, máscara de Solda (podendo ser automáticas), luva de segurança, proteção auditiva, óculos para solda, perneiras, manga de raspa, avental de raspa tipo barbeiro (com mangas) e touca árabe.

Deixe um COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *